O Wagner Lara de Itaguara (MG) experimentou a bala 7 Belo

O Wagner Lara experimentou a bala 7 Belo

O Wagner Lara, 28 anos, da cidadezinha de Itaguara em Minas Gerais experimentou de graça a bala 7 Belo pra depois compartilhar com a comunidade Experimenta Brasil a opinião dele. A bala 7 Belo é uma dessas balas que faz parte do imaginário de qualquer brasileiro, pois existe desde que o mundo é mundo e mudou pouquíssimo desde então. A única coisa que mudou foi a embalagem que até os anos 90 eram de plástico, com a bala embrulhada num papelzinho dentro, sendo que esse papelzinho sempre ficava grudado, era impossível de ser completamente retirado e….. acabava que a gente sempre comia um pouco de papel e isso no final das contas sempre fez parte da diversão de se comer uma 7 Belo. Outro ponto interessante é o sabor: pergunte pras pessoas que você conhece qual é o sabor da Bala 7 Belo e ninguém saberá te responder com certeza absoluta. É morango? Ou framboesa? Ou groselha? Os mais espertos vão responder “frutas vermelhas”, pois a bala é rosa e o sabor é meio indefinido mesmo 🙂

“Eu sempre vi a bala 7 Belo sendo vendida em tudo que é lugar, desde a minha infância, mas nunca tinha provado. Eu achava que era uma bala das antigas e acabava não me sentindo muito atraído. Mas agora que provei acho que vou passar a comprar sempre! É muito boa! Macia, não fica grudada no dente e não é enjoativa. O único ponto contra é que achei que ela dá sede. Mais do que as outras balas” – Wagner Lara, Itaguara (MG)